Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Empresas Estatais > Notícias > Nanotecnologia nas empresas estatais é tema de seminário

Notícias

Nanotecnologia nas empresas estatais é tema de seminário

publicado:  19/08/2010 10h25, última modificação:  13/07/2015 17h19

Brasília, 19/8/2010 - O Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Dest) do Ministério do Planejamento (MP) está promovendo nesta quinta-feira, 19, no Rio de Janeiro, o seminário Oportunidades da Nanotecnologia para Inovação e Desenvolvimento Industrial. O encontro ocorrerá no auditório do BNDES, entidade que apoia a realização do encontro.

O evento contará com a participação de especialistas das empresas estatais, das redes estruturadas de pesquisa e também da iniciativa privada que lidam com a nanotecnologia. Durante todo o dia, deverão ser apresentadas informações sobre o andamento de pesquisas e expectativas do mercado.

De acordo com o coordenador-geral de Liquidação e Avaliação de Empresas do Dest, Francklin Furtado, o seminário foi criado com o objetivo de estimular parcerias entre empresas estatais federais e empresas privadas e grupos de pesquisa que produzem e estudam nanotecnologia.

“O seminário será o ambiente para que partes interessadas em um mesmo tema tenham a oportunidade de interagir e aprofundar conhecimentos sobre o que está sendo demandado e o que pode ser ofertado, avalia Francklin. O coordenador-geral acredita que após o evento parcerias podem ser firmadas para acelerar o desenvolvimento industrial e aperfeiçoamento tecnológico das empresas estatais.

Para Alfredo Mendes, coordenador-geral de Nanotecnologia do Ministério da Ciência e Tecnologia – órgão que apoia a realização do seminário –, em termos dos resultados esperados para o cidadão, é possível citar a diminuição de custos para obter tecnologias avançadas, refletindo na redução de preços e tarifas praticadas por essas empresas estatais.

“Também teremos produtos e serviços de melhor qualidade no mercado nacional. Este seminário pode ser considerado o ponto de partida de muitas empresas no mundo da nanotecnologia, que vai dominar os processos industriais desse século, afirma Mendes.

Além do BNDES e do Ministério da Ciência e Tecnologia, o evento conta com apoio do Centro de Pesquisa de Energia Elétrica (Cepel) e da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

O que é nanotecnologia

A nanotecnologia está associada a diversas áreas, como a medicina, eletrônica, ciência da computação, física, química, biologia e engenharia dos materiais. O princípio básico da nanotecnologia é a construção de estruturas e novos materiais a partir dos átomos.

O resultado dessa tecnologia está presente alguns produtos disponíveis no mercado, como tecidos resistentes a manchas e que não amassam; raquetes e bolas de tênis; nano-cola (capaz de unir qualquer material a outro); aplicações na medicina como cateteres, válvulas cardíacas, marca-passo, implantes ortopédicos; e microprocessadores e equipamentos eletrônicos em geral.

Programação

O seminário contará com quatro painéis, cada um deles abordando a nanotecnologia para um setor diverso: o primeiro discutirá a saúde, nanobiotecnologia e nanotoxicologia; já o segundo será sobre meio ambiente e agricultura; o terceiro trará a discussão sobre nanomateriais e energia; e, por fim, o último painel abordará a questão de nanoeletrônicos.