Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Empresas Estatais > Notícias > Governo debate Governança Corporativa

Notícias

Governo debate Governança Corporativa

publicado:  17/05/2005 10h25, última modificação:  09/07/2015 13h05

Brasília, 17/5/2005 - O secretário Executivo Adjunto do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Luís Inácio Lucena Adams, o secretário do Tesouro Nacional, Joaquim Levy, e o diretor do Departamento de Coordenação e Controle das Empresas Estatais - DEST, Eduardo Scaletsky, abriram nesta terça-feira, 17.05, em Brasília, o Seminário "Governança Corporativa - Experiências em Empresas Estatais", promovido pelo DEST.

Segundo Scaletsky, o mundo procura hoje um novo modelo de atuação das empresas estatais depois do período estatizante registrado na década de 50 onde o Estado atuava na produção de bens e serviços e um segundo ciclo na década de 90 quando a ordem geral era privatizar e retirar o Estado no setor produtivo.

"Isso aconteceu não somente no Brasil, mas em todo o mundo", garantiu Scaletsky. Destacou que a nova onda, liderada pela OCDE - Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, é tornar as estatais cada vez mais eficientes e eficazes nos modernos princípios de governança corporativa.

Luís Inácio Adams foi na mesma direção ao afirmar que hoje, mais do que nunca, é necessário um esforço importante do Estado e dos gestores públicos no sentido de gastar melhor os recursos que a sociedade entrega ao governo sob a forma de impostos.

Segundo Adams, o melhor resultado da atividade governamental é o mais adequado uso do recurso público no atendimento às demandas da sociedade.

O secretário do Tesouro Nacional, Joaquim Levy, falou das vantagens de implementação da governança corporativa para as empresas estatais que passam a ter mais clareza de sua missão, foco nos objetivos da empresa e continuidade da administração e resultados voltados para a sociedade.