Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Empresas Estatais > Notícias > Dest faz 30 anos e presta homenagem a servidores e ex-diretores

Notícias

Dest faz 30 anos e presta homenagem a servidores e ex-diretores

publicado:  12/11/2009 10h25, última modificação:  13/07/2015 17h07

Brasília, 12/11/09 – Cerca de 60% dos R$ 80 bilhões do orçamento de investimento das estatais federais brasileiras para este ano já foram executados até o mês de setembro último. E a tendência é que esse nível aumente ainda mais até o final do ano.



Os números foram apresentados hoje pelo diretor do Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais – Dest, Murilo Barella, na abertura do Fórum “Empresas Estatais – Inovar é Investir no Brasil, encontro que reúne hoje a amanhã, na Associação Médica de Brasília, dirigentes, conselheiros e técnicos dessas empresas.



Diante do ministro e do secretário-executivo do Ministério do Planejamento, Barella fez uma breve prestação de contas da atuação do Dest, ressaltou o papel das estatais na superação da crise econômica mundial e aproveitou para homenagear os servidores que ajudaram a construir a história do Departamento nos últimos 30 anos, tanto os que estão presentes hoje quanto os que já o deixaram.



“Nesse período foi desenvolvida toda uma inteligência de abordagem e tratamento das estatais, que essas pessoas que ajudaram ativamente a elaborar, afirmou o diretor. “Agora estamos em novo momento, de inflexão. O Dest está aprofundando o acompanhamento das estatais com novas abordagens, aspectos de governança, desenho institucional, administração estratégica e gestão por resultados, disse.

Barella informou que o departamento que dirige está também criando uma nova coordenação, a de avaliação de empresas. “E avaliar estatal não é algo trivial, pois têm uma série de missões a cumprir, a busca não é meramente por resultado financeiro.

Destacou, ainda, que nesse novo momento, o Dest está aprofundando o relacionamento com os conselheiros e conselhos de administração, levando informação e suporte técnico, inclusive com parcerias com algumas estatais que têm excelência em determinadas áreas, como o Conselho Federal de Contabilidade e a Comissão de Valores Mobiliários – CVM.  

Ao justificar o tema escolhido para debater no fórum comemorativo dos 30 anos do Dest, Murilo Barella explicou que mesmo olhando para trás é preciso projetar algo à frente. “E inovação é a pedra de toque, a pedra fundamental para a situação em que o país se encontra – de avanço, de preponderância não só mundial, mas econômica. Essa é uma pauta não nova para as estatais, mas nova para o Dest, que estamos propondo discutir, destacou.

OS HOMENAGEADOS  

Na solenidade de abertura do Fórum, receberam placas pelos serviços prestados ao Dest, nove servidores e ex-diretores.  O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, entregou as placas ao primeiro secretário de Coordenação e Controle das Empresas Estatais, Nelson Mortada, representado pela filha, Alessandra Mortada de Castro; e a Eduardo Skalestky, último diretor do Dest, antes da atual gestão.

O secretário-executivo do Ministério do Planejamento, João Bernardo Bringel, fez a entrega ao coordenador-geral de Projetos Especiais do Dest, Otacílio Caldeira Júnior; e ao coordenador-geral de Orçamentos, Antônio Machado Rezende.

O secretário-executivo do Ministério de Ciência e Tecnologia, Luiz Antonio Elias, entregou as placas aos assessores do Dest Ilton Ilhomar de Carvalho e José Magalhães de Sousa; e ao coordenador-geral de Política Salarial e Benefícios, Noel Dorival Giacomitti.

E Murilo Barella fez a entrega das placas ao assessor Wilson Fiel dos Santos e à chefe da Divisão de Protocolo e Acervo Documental do Dest, Regina de Fátima Lacerda.   

Fotos: Ilkens Souza/Divulgação.