Você está aqui: Página Inicial > aedes > notícias > Valdir Simão participa de ação de combate ao Aedes em vistoria no Planejamento

Notícias

Valdir Simão participa de ação de combate ao Aedes em vistoria no Planejamento

Mobilização teve foco nos prédios públicos federais

publicado:  11/03/2016 15h19, última modificação:  11/03/2016 16h19




 
Em continuidade à campanha do governo federal para combate ao Aedes aegypti, o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Valdir Simão, vistoriou, na manhã desta sexta-feira (11), as instalações do bloco K da Esplanada dos Ministérios em busca de possíveis focos do mosquito para serem eliminados.

Foto: Francisca Maranhão/Ministério do Planejamento
 
“Nós estamos vivendo uma emergência em saúde, com o risco que o Zika vírus, transmitido pelo Aedes aegypti, traz para as nossas crianças. O principal enfrentamento que temos que fazer, nesse momento, é com o mosquito” afirmou Valdir Simão.
 
O ministro vistoriou a área externa do prédio, como refletores, jardins, marquises e o canteiro da obra da escada de emergência. “A limpeza de área em todos os prédios, nas nossas casas, no nosso local de trabalho é essencial. É uma limpeza simples, em que se verifica os focos do mosquito que precisam ser eliminados” explicou.
 
De acordo com o ministro, mais de 300 mil servidores do Poder Executivo Federal já receberam capacitação para combater o Aedes aegypti. Ele informou que os órgãos federais estão trabalhando para remover eventuais focos do mosquito em suas instalações e que a verificação é feita semanalmente. Até o momento, foram realizadas mais de trinta mil vistorias em busca de possíveis focos.
 
No final da ação, o ministro fez um convite aos cidadãos brasileiros. “Engajem-se, porque esse é um momento muito importante, um movimento de cidadania, de saúde pública que precisa contar com o apoio de todos nós”, disse.
 
Combate ao Aedes
 
A ação realizada nesta sexta-feira (11), coordenada pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP) em parceria com a Casa Civil, teve foco nos prédios públicos federais para reforçar a atenção da sociedade, em especial dos servidores públicos federais, e assegurar que eles estejam informados e engajados na eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti.
 
A atividade envolveu ministros e presidentes de empresas, bancos públicos e autarquias. A mobilização foi nacional, mas as ações concentraram-se em 223 municípios, selecionados como prioritários em função da ocorrência de dengue.