Você está aqui: Página Inicial > aedes > notícias > Planejamento participa de Dia de Mobilização contra o Aedes aegypti em Uberlândia

Notícias

Planejamento participa de Dia de Mobilização contra o Aedes aegypti em Uberlândia

publicado:  13/02/2016 20h46, última modificação:  13/02/2016 20h55

O secretário-executivo do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), Francisco Gaetani, participou, neste sábado (13), das ações do Dia Nacional de Mobilização contra o Aedes aegypi na cidade de Uberlândia (MG). Durante a campanha, 300 agentes de saúde da prefeitura e 345 militares do batalhão de infantaria motorizada do Exército Brasileiro realizaram vistorias nas residências do bairro Santa Mônica, um dos maiores da cidade e que registra o maior número de casos de Dengue.
 
No início da mobilização, na concentração feita às 7h30 em frente ao Estádio Municipal Parque do Sabiá, Gaetani destacou a necessidade de enfrentamento permanente contra o vetor da Dengue, Chikungunya e Zika.
 
“Precisamos fazer um esforço de mobilização nacional. A mobilização mais importante é de cada um de nós em nossas casas e locais de trabalho. O governo federal está mobilizando tudo o que pode e a presidenta Dilma estabeleceu o combate ao mosquito como prioridade. Todos os profissionais dos governos estão engajados neste esforço. Porque hoje estamos em um novo patamar e não se trata mais de uma ação episódica. Precisamos ter novos hábitos que impeçam a proliferação do Aedes aegypti”, disse o secretário.
 
O prefeito de Uberlândia Gilmar Machado também reforçou esta mensagem. “Este tem que ser um trabalho de envolvimento da sociedade como um todo. Vamos hoje orientar sobre a importância de cada um cuidar da sua casa fazendo o melhor trabalho que é o da prevenção”, falou.
 
O Dia Nacional de Mobilização contra o Aedes aegypti contou com a participação de 220 mil militares em mais de 350 municípios, sendo 115 endêmicos das doenças provocadas pelo mosquito. Na data, três milhões de residências foram visitadas para verificar sobre possíveis focos do Aedes aegypti e para que os moradores recebessem orientações sobre como eliminá-los.